aperte o play enquanto lê:

 

aqui

 

 

é como se fosse uma brisa leve.

 

sinto tanta coisa a mudar em mim, e como a brisa essas coisas vem para o bem. nada estremamente grave, nada que se note no meu jeito…. mas, à noite, quando eu estou comigo só eu me olho diferente no espelho como se estivesse quilômetros daquilo que eu tinha acabado de ver ontem… é possível evoluir tanto?

 

e o mais engraçado é progredir para não ser melhor que ninguém, para não tirar de ninguém sua inocência, seu sentimento, sua confiança… não acabar com o que há de melhor no ser humano.

 

meu tempo é tão livre e tão ocupado

 

tem hora que tenho raiva do tempo livre

 

tem hora que tenho raiva do tempo ocupado

 

agora, bem agora, no presente momento – não estou com raiva de nada… muito pelo contrário! as coisas que estão em minha volta não merecem meu momento de furor. meu momento de furor não tem razão de ser.

 

dando aula pra um cara de 40 anos e eu não entendo essa vida mesmo vio!

 

(dos seus sentimentos vc não tem culpa de os ter)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s