olá,

baseado na escalação fornecida pela rede globo, iremos analisar brevemente a atuação de cada jogador  do brasil neste jogo:

goleiro rafael (santos): não havia o que fazer no primeiro gol marcado pelo atacante mexicano giovani – ironicamente o nome de um dos ídolos do santos – pois a bola o encobriu com sobras. no segundo gol, se repararmos nas imagens, chicharito quase foi parado nas mãos do goleiro brasileiro. sua atuação, no restante, foi segura. é um goleiro tranquilo, alto e com boa mobilidade. têm condição de ser titular na olimpíada e não trará prejuízo para a seleção;

lateral direito danilo (porto): vem sendo muito criticado pela ausência de apoio ao ataque, só que nesta partida foi diferente. nesta partida restou claro que o dito lateral quer subir pro ataque, mas o lateral esquerdo marcelo, o meia oscar, o atacante neymar e o centravante damião insistem em demasia em jogar pela esquerda. com isso as subidas do lateral direito danilo são vazias, muitas vezes desapercebidas. com isto danilo tem que voltar correndo para não ser culpado, amanhã, de deixar alguém atacar em suas costas – como o ataque do único gol dos estados unidos. sua atuação contra o méxico foi boa, tendo até algum poder de ataque. mas está muito aquém de render o que fez no santos na final da libertadores 2011, por exemplo, ou contra o cerro naquela mesma competição. por culpa do time que adora o neymar. isso foi constatado pelo repórter cosme rímoli da record. no lance do primeiro gol mexicano o lateral errou e deve trabalhar melhor a interceptação de cruzamentos – deve ser vício de ser lateral/volante.

zagueiro thiago silva – este zagueiro tem qualidade e calma para sair tocando, não faria um pênalti bobo como o cometido pelo zagueiro novato juan. é do tipo de jogador unânime e que representa o que o lúcio representou antigamente. não há quem lhe imponha culpa, como de fato não teve, pela derrota. preocupa com sua lesão, mas tem vaga garantida, até pelo gol que fez nos estados unidos.

zagueiro reserva bruno uvini  – não deu tempo de fazer nada, mas se portou bem no restinho de tempo que dispunha. é um jogador comum, como o zagueiro tem que ser, parecendo ser calmo apesar de jovem. lembro do jogo dele naquela seleção sub-20 que o neymar jogou no começo de 2011. tem um porte físico de respeito e altura que propicia afastar a bola da área. merece ser o zagueiro reserva imediato de seleção olímpica, podendo até ser titular se não houver thiago silva ou david luiz.

zagueiro esquerdo reserva juan – foi titular neste jogo apenas porque o david luiz está machucado e demonstrou nervosismo – normal nesta situação. o pênalti por ele cometido é inadmissível em se tratando de um profissional de defesa, me fazendo lembrar do felipe melo e do pênalti do dracena quando jogou com o cerro na vila. mérito do atacante que pulou logo que pôde.  se pudesse escolher não o colocaria no time, porque não possui a calma que percebo no bruno uvini.

lateral esquerdo marcelo – melhor jogador da parte defensiva da seleção (incluindo volantes e excluindo meias), porque tem uma qualidade de passe e drible muito acima da média para um defensor. se fosse para escolher um lado do campo de qualidade para atacar, seria mesmo o esquerdo, se o brasil não precisasse surpreender o adversário na alternância no ataque. só que é um jogador problemático em dois aspectos: primeiro – adora o neymar e só joga com ele, o que prejudica virada de bola e tabelas pelo meio. aliás, um dos defeitos de fábrica do marcelo, atiçado pelo estilo europeu-espanhol, é não fazer lançamentos virando a bola pro lado direito. e segundo – é explosivo quando encontra marcação dura, quando encontra falta de espaço – neste ponto parece o felipe melo e, já vimos este filme antigamente, poderá ser expulso a qualquer momento. titular absoluto, mas precisa de educação tática para trabalhar a bola melhor e emocional para não achar que tem que resolver tudo sozinho. é titular, mas não pode psicologicamente se pôr acima da camisa amarela.

volante sandro – apesar de ser um total desconhecido (um jonas da vida), não costuma errar passe. inclusive “faz o mais fácil” durante o jogo, não tendo nenhum dado atraente para justificar ser “o melhor volante do brasil abaixo dos 23 anos”, mas também não merece ser tirado do time. a foto acima mostra o quanto batalhou pra não perder a bola pra forte marcação mexicana. é bom na marcação e tem um passe correto, embora não brilhante, para ligar o ataque. também peca por não acionar danilo com alternância com marcelo/neymar. é um bom volante, muito em função do que passou no inter. mas a seleção poderia ter um volante jovem mais talentoso, infelizmente.

meia atacante lucas – quando entrou resolveu salvar a pátria sozinho, igual marcelo, fazendo jus ao senso comum que o chama de mero corredor. é um jogador perdido nas mãos de mano, pois não atua no lado direito do campo como no são paulo e não tem nem 1/3 das chances que neymar tem, pois não possui marra alguma. precisa melhorar seu chute e chamar mais a bola, porque não estão notando sua existência, porque só assim o brasil passará pelas duas linhas de 4 jogadores. não deveria ser reserva, porque tem mais recursos do que o hulk (perneta esquerda), por exemplo. mas não possui carisma e marra para tomar uma vaga titular. precisa de chances, mas não terá, senão na olimpíada.

meia rômulo – dizer que teve “atuação apagada” é ser injusto, porque se trata de jogador apagado. a camisa 8 da seleção não merecia tanto desrespeito, já que o dito jogador é mediano e não excepcional. a seleção do brasil teria que ter oscar com a 8 e ganso com a 10. pena que uma lesão impediu isto. talvez nem para reserva seria rômulo, porque com menos de 23 anos podem existir bons talentos. talento não é o caso de rômulo, mesmo quando a seleção ganha.

meia de armação oscar – o que era “a salvação”, também não se movimentou contra o méxico. pareceu não querer tanto a bola quando como ainda estava no meio da disputa são paulo/inter. NÃO precisa provar mais nada a ninguém, já que custou 15 milhões e é o “novo ganso”, com muito mais atributos. a tal mobilidade e movimentação não existiu desta vez. tenho que admitir que chutou de fora da área muito bem, algo muito raro na “seleção contra-ataque” do mano e também do dunga. precisamos chutar mais e, se depender de rômulo, juan ou sandro estamos F%DIDOS.. rsr

meia/volante/zagueiro reserva casemiro – jogou tão bem no sub-20 de 2011 e sumiu depois de ser um pouco badalado. é um cara batalhador, muito mais técnico que o atual camisa 8 rômulo. mais um dos mistérios do mano, já que o jogador casemiro é muito resistente no são paulo. precisa também chutar de fora da área, coisa que, já disse, parece não ser treinada pelo mano, de tão rara! esperança que faça isto…

 atacante neymar – quando é mais badalado é também o mais cobrado, como se algum outro jogador do brasil tivesse conseguido passar pelas duas linhas mexicanas. na verdade há uma sobrecarga no lado esquerdo, causado por neymar/marcelo/oscar mas também sofrido por estes três. cabe ao técnico mandar virar esta bola. funcionou o drible contra os estados unidos, mas não funcionou com mexicanos que são melhores tecnicamente. neymar precisa só de espaço, então o time precisa atacar também. porquê se deixar 3 marcadores pro neymar é exigi-lo desumanamente. não jogou nada desta vez, mas está perdoado. infelizmente continua caindo demais quando encara marcadores melhores, o que é totalmente erro pessoal e ninguém coloca na cabeça do contrário – neste ponto parece o marcelo.

atacante hulk – o que tem uma perna só e precisa parar com isto de chutar sempre. é uma ótima opção pra trombada, mas poderia entrar no segundo tempo no lugar de lucas, que já teria cansado bastante o lateral esquerdo adversário. é bem melhor quando tem espaço para correr, ombro a ombro com o defensor e chutando com a esquerda ao puxar para dentro. fazendo a mudança e alternância com lucas, e tabelando com danilo e o camisa 8 (tomara que não seja rômulo), seria um enorme perigo para o adversário. é difícil para um defensor ganhar no corpo do hulk, então melhor que estejam cansados – aí sendo impossível segurá-lo.

centroavante leandro damião – fez um gol anulado, mostrando que sabe fazer se for bem servido. mas a seleção só trabalha com neymar, tirando o tiro de meta. o lado direito é do hulk que só chuta com sua perna esquerda e não tabela com o pivô do damião. está sendo injustiçado nesta seleção, podendo perder a posição para o pop pato. tem boa finalização, boa matada na bola, cabeceio de qualidade mas é muito ruim de visão periférica – talvez por isso não tabele tanto. é o melhor centravante do brasil, não me venha falar de fabiano e de fred, que já venceram. só precisa ter espaço pela alternância de jogadas na esquerda, direita e meio.

centroavante reserva (corretíssimo!) pato – quem perde um gol de chapa no final do jogo tem que ser reserva, mesmo que tenha feito um gol meio impedido contra os estados unidos. enquanto não mostrar a rapidez que tinha e os golaços que fazia não merece roubar o sonho do damião. este último é um cara que luta por espaço e não tem namorada filha do presidente, nem o apoio do galvão. pato deveria dar lugar para uma outra pessoa, como, por exemplo, um centro-avante do são paulo (willian josé). mas que seja feita a vontade do mano…

resultado final – não houveram erros imperdoáveis, nenhum terrorismo se justifica – mas nada foi tão perfeito quanto o que falaram depois dos dois jogos anteriores. precisamos jogar pela direita, meio e por cima!

Anúncios

Um comentário sobre “análise jogador por jogador do brasil, após a derrota para o méxico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s