01_kimbra01_tamborine

olá amigo imaginário que lê este blog, ou alguém que procurou a palavra “liberdade” no google ou no bing e veio parar aqui por um fatal acidente de percurso!

você só pode estar entediado, no final do expediente, para procurar, ainda mais no bing, uma palavra tão vaga e ampla, é ou não é?

penso que um dia a google inventará um sistema de busca que parta direto do nosso pensamento, algo como uma máquina que entenda o que pensamos e nos dê respostas variadas, um menu. Aí já era nossa liberdade íntima com nossos pensamentos, nossas teorizações, traumas: alguém poderia ver o que se passa em nossa cachola!

aí, no mínimo, o direito penal puniria desde a fase de cogitação! o que seria de chefes ameaçados de morte mentalmente não seria brincadeira!

mas enquanto isso não acontece, estamos utilizando o bom e velho livro, pensando longe, voltando às suas páginas, tornando a viajar no pensamento e no fim concluindo que não entendemos merda nenhuma do que está escrito naquela página.. rsrs ou, talvez, tecendo considerações mentais à pergunta “da onde viemos e para onde vamos?”

uma outra coisa muito legal que inventaram, em algum chuveiro por aí, foi a música! mesmo que seja em russo, ela é simplesmente incrível… vide o sucesso na Romênia da música “ai se eu te pego”!

estes dias, mais ou menos na hora do almoço, vagabundando em alguns canais de tv, apertando o dedo naquela tecla “ch” repetidamente, fui cair numa série de “melhores clipes ou músicas de 2012” e eis que surgiu um cabeludo pelado cantando “somebody i used to know”, quase morrendo nos versos iniciais.

fui lendo a legenda (ahh graças a deus inventaram a legenda! oh glória) e percebendo o encaixe simples e bacana da idéia do autor com a palavra escolhida para seguir a melodia.. de repente começa um refrão forte, um tanto mais alto, incisivo, quase que denunciante, revoltado, indignado, muito direto!

balbuciei algo como: fannnn tásssss tico.

thCAGJIDZW

desde então, atrasado que sou, procurei saber quem era aquele tal de gotye e que raio de música era aquela… me surpreendi com o fato de ter sido esta canção a mais executada em rádios no mundo no ano passado (OMG) e não a musiquinha do coreano..

fiquei viciado… procurei vários vídeos no youtube e outros, principalmente ao vivo, queria ver Kimbra… gostei da idéia passada pela música, sua letra, sua dramaticidade… entendi o porquê do sucesso.

fazia tempo que não encafifava com uma música assim: aconteceu com “we are broken” do paramore, “i not your toy” do la roux, “taking pictures of you” do the kooks, “please, please, please, let me get what i want” do the smiths, “houdini” da foster the people, “manhattan” da kol, “too late to talk” do mystery jets” entre tantas outras…

desta vez encafifei feito… sem uma razão aparente: aquele som me surpreendeu, me assustou e depois acalmou minha alma num quase sono.

veja o clipe original com legendas e uma versão ao vivo, se quiser…

gotye-kimbra_aap

Anúncios

5 comentários sobre “gotye e liberdade de pensamento

  1. Eu achei seu blog por acaso mesmo xD mas não foi a palavra liberdade e sim Gotye e Kimbra (tava procurando a letra da música, pra ver se eu achava a melodia da parte instrumental) eu sou mais atrasada que você, só ouvi falar dele essa semana, não sabia o nome do cantor (na verdade isso é o que menos me importa) mas acho que ouvi tocando na radio do vizinho, achei legal, mas não dei importância na hora, aí ouvi minha irmã ouvindo, prestei mais atenção, gostei muito e pedi para ela me passar, minha irmã e eu gostamos muito de folk, e o que eu gostei mais nessa música (Somebody that used to know) não foi a letra e sim o instrumental, e no clipe gostei do ar poético que teve apesar de eu achar que letras sobre separação não são interessantes, o clipe fez parecer mais inovador a forma de interpretar isso, em vez de ser pessoas chorando e brigando e tal, sabia que ele se inspirou em uma música brasileira de bossa nova? eu não sei qual é, eu só sei que antes de eu saber disso já tinha percebido que tinha uma melodia, ou melhor, uma batida meio bossa nova que dá para perceber mais logo no começo, você já ouviu Love is a mess? recomendo é muito bom também.

    1. Olá, tudo bom.. Obrigado por achar o blog, já é um grande progresso! rsrs.. talvez essa música mereça um segundo post. bossa nova? opa, novidade, não havia notadoo.. valeu por indicar love is a mess, é do próprio gotye? abraçoo..

      1. De nada 😀 na verdade é Heart’s a mess, me confundi xp é dele sim, se tiver segundo post pode pode ser sobre as influencias musicais dele, abraço o/

      2. Sim, já pesquisei até kk Achei apenas alguns sites e blogs, tem uns que não são muito confiáveis pois afirmam sem conhecimento que ele plagiou um brasileiro e tal, mas nem foi, ele pediu a autorização antes do cd fazer sucesso, mas os sites gostam de ser sensacionalistas para terem mais gente vendo né… E as pessoas acreditam logo no primeiro site que sai a noticia, vide os coments da Uol, consegui apenas um site falando que não era plagio, com certeza não deve ser o que veiculou isso primeiro mas vale :p Aí embaixo tem 4 sites mais seguros e que eu achei que tinha mais conteúdo, o resto é tudo um cola cola de outros sites:
        http://www.punch.pt/2012/04/16/uma-conversa-telefonica-com-gotye/
        http://www.jornaliadoed.com.br/2012/03/voce-conhece-o-gotye.html#.UpIm59JT7IV
        http://musica.uol.com.br/noticias/redacao/2013/05/16/familia-de-luiz-bonfa-deve-receber-um-milhao-de-gotye-por-vendas-de-somebody-that-i-used-to-know.htm
        http://www.todos-os-sentidos.com.br/category/audicao/
        Infelizmente não achei nenhuma entrevista do próprio Gotye falando a respeito da inspiração brasileira, se achar te passo, espero que o post faça sucesso mesmo que ele não esteja tão falado agora, me deu vontade de ter um blog tbm rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s